segunda-feira, 14 de maio de 2018

Campanha Troca-Troca de Livros

Estamos prorrogando a data do recebimento dos livros para participar da "Campanha Troca-Troca de Livros" para o dia 25 de maio, e a realização da troca para o dia 29 de maio de 2018. 

Contamos com a participação de vocês no compartilhar do conhecimento.

Local: Biblioteca de Pós-Graduação em Geoquímica (BGQ)
Horário: 11h às 15h

Outras informações clique aqui.


TROCA-TROCA DE LIVROS
#diamundialdolivro
23/04

sexta-feira, 27 de abril de 2018

Horário de atendimento provisório da BGQ

Prezados usuários,

Considerando os procedimentos e prazos necessários para recontratação dos terceirizados em nova empresa de Apoio ao Sistema de Bibliotecas e Arquivos da UFF/SDC, informamos que no período de 27/04/2018 a 18/05/2018, a Biblioteca de Pós-Graduação em Geoquímica (BGQ) precisará reduzir seu horário de atendimento, tendo em vista, a necessidade de afastamento temporário dos mesmos para processo admissional e devido à redução do quadro de funcionários da BGQ.

Nosso horário de atendimento provisório neste período será: 


2ª, 3ª e 5ª Feira das 11h às 17h
4ª Feira das 10h às 17h
6ª Feira das 10h às 15h
 

A UFF/SDC dará celeridade ao processo, de modo a garantir que os prazos sejam os mais reduzidos possíveis, até que sejam concluídas as 75 (setenta e cinco) contratações pela nova empresa.

Agradecemos a compreensão de todos e informamos que a UFF busca através desta iniciativa, o apoio contínuo e a ampliação da força de trabalho das unidades da Superintendência de Documentação.

terça-feira, 20 de março de 2018

Anote aí algumas dicas do Portal de Periódicos da CAPES!


10 perguntas e respostas para facilitar a rotina acadêmica

 

Entender o universo científico não é tarefa fácil, até mesmo para quem está inserido nesse mundo há algum tempo. São muitas siglas, nomenclaturas e organizações envolvidas. A boa notícia é que existem investimentos para facilitar o dia a dia, como o Portal de Periódicos da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES).
 
O fato é que quanto mais buscamos informações, mais questionamentos aparecem. Posso submeter minhas produções científicas ao Portal de Periódicos? O que é o Currículo Lattes? Para que serve o código ISSN? Chegou a hora de esclarecer essas e outras temáticas que geram dúvidas na comunidade acadêmica:


 1. O que é o Portal de Periódicos? Ele produz conteúdo?

O Portal de Periódicos da CAPES é uma biblioteca virtual e não uma editora. Isso significa que não produz conteúdo científico, não regula e não desenvolve revistas científicas.
Para dúvidas sobre como criar uma revista científica, os usuários devem contatar organizações como a Associação Brasileira de Editores Científicos (ABEC). A CAPES não fornece orientações sobre esse assunto, considerando que não é uma agência reguladora ou fiscalizadora de periódicos.
Casos de periódicos predatórios também devem ser relatados às entidades competentes, como a ABEC, a Open Access Scholarly Publishers Association (OASPA), a Society of Scholarly Publishing (SSP), a European Association of Science Editors (EASE), o Council of Science Editors (CSE) e a National Association of Science Writers (NASW).

2. Existe diferença entre o uso do Portal de Periódicos e das bases de dados?

Por ser uma biblioteca, o Portal de Periódicos reúne coleções de diversos editores nacionais e internacionais. Isso significa que são oferecidos recursos de pesquisa para os usuários, mas os links encontrados nos resultados sempre vão direcionar o pesquisador para a página de um editor.
As formas de busca do Portal nem sempre serão semelhantes às ferramentas oferecidas pelos editores. Em caso de dúvidas, o ideal é procurar o bibliotecário da sua instituição. Além disso, a CAPES oferece gratuitamente treinamentos online para uso dos recursos disponíveis no Portal.

3. Existe diferença entre o Acesso CAFe e o Meu Espaço?

São dois serviços distintos e independentes um do outro. O Acesso CAFe é um serviço de responsabilidade da Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP) que permite o acesso remoto ao acervo do Portal de Periódicos. Por meio desse recurso, o usuário pode acessar os conteúdos assinados pela CAPES de qualquer lugar e a qualquer hora, basta estar conectado à internet. Saiba mais sobre a CAFe
Por outro lado, o “Meu espaço” é uma área administrada pela equipe do Portal de Periódicos e oferece vários recursos, que permitem ao pesquisador montar seus próprios conjuntos de busca, salvar e criar alertas de pesquisas e guardar seus conteúdos preferidos em um espaço virtual permanente. O cadastro é opcional e sem vínculo ao “Acesso CAFe", tendo login e senha diferentes para cada serviço.

4. O que são gerenciadores de referências?

Ferramentas como EndNote, Mendeley e outras são softwares para acadêmicos usarem na gravação e na utilização de citações bibliográficas. Esses recursos não são gerenciados pela CAPES. De toda forma, ajudam o pesquisador em tarefas como: reunir referências bibliográficas automaticamente a partir de bases de dados; formatar manuscritos e citações instantaneamente de acordo com as normas vigentes; gerar bibliografias; criar e organizar um banco de dados de pesquisa pessoal de referências, imagens e PDFs; entre outras funções.

5. O que é o Currículo Lattes? Ele é administrado pela CAPES? 

O Currículo Lattes é uma ferramenta do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e não tem vínculo com a CAPES. Segundo a agência, o recurso “se tornou um padrão nacional no registro da vida pregressa e atual dos estudantes e pesquisadores do país”. Ele faz parte da Plataforma Lattes, que integra bases de dados de currículos, de grupos de pesquisa e de instituições em um único sistema de informações. Saiba mais 

6. Qual a diferença entre o Banco de Teses e Dissertações do IBICT e o Catálogo de Teses da CAPES? 

Também são dois serviços distintos. A Biblioteca Digital Brasileira de Teses e Dissertações (BDTD) do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT) integra os sistemas de informação de teses e dissertações existentes no país e disponibiliza para os usuários um catálogo nacional em texto integral. O IBICT coleta e disponibiliza os metadados (título, autor, resumo, palavra-chave etc.) e direciona o usuário ao documento original, que permanece na base da instituição de defesa.
Enquanto isso, o Catálogo de Teses e Dissertações da CAPES é um sistema de busca bibliográfica que reúne e disponibiliza a versão digital de teses e dissertações produzidas pelos programas de doutorado e mestrado reconhecidos. O conteúdo em texto completo contempla documentos a partir de 2010, enquanto há registro somente de metadados de anos anteriores. Tanto os metadados quanto os arquivos completos são informados diretamente à CAPES pelos programas de pós-graduação, que se responsabilizam pela veracidade dos dados.

7. O que são índices bibliométricos? Eles são definidos pelo Portal de Periódicos? 

Os índices bibliométricos são indicadores de produção e disseminação do conhecimento, bem como acompanhamento do desenvolvimento de áreas do conhecimento e padrões de autoria, publicação e uso dos resultados de investigação de produção científica. A partir desses índices, são realizadas qualificações que levam em conta uma série de aspectos.
O Portal de Periódicos não define e não gerencia nenhum tipo de índice bibliométrico, apenas disponibiliza acesso a alguns deles aos usuários, como é o caso do Fator de Impacto, provido pelo Journal Citation Reports (JCR), da Clarivate Analytics. Outros exemplos de métricas em vigor são o Índice H, a avaliação Qualis e o CiteScore, da editora Elsevier.

8. A CAPES é responsável pela revalidação de diplomas?

Não. A competência pela revalidação de diplomas de pós-graduação expedidos por instituições de ensino superior estrangeiras é das universidades brasileiras que ministram cursos de pós-graduação reconhecidos na mesma área de conhecimento. O processo não passa em nenhum momento pelo Ministério da Educação (MEC) ou pela CAPES. A única responsabilidade da CAPES nessa atividade é de estabelecer orientações gerais e procedimentos relativos a reconhecimento de diplomas de pós-graduação stricto sensu no Brasil.
Para facilitar o entendimento e o acesso a dados sobre o assunto, o MEC disponibiliza o Portal Carolina Bori, que reúne informações para orientar e coordenar o processo de revalidação/reconhecimento de diplomas estrangeiros.

9. Como é feita a concessão de ISSN para periódicos? E de ISBN para livros? Quem faz é a CAPES?

O ISSN (International Standard Serial Number) é o código aceito internacionalmente para individualizar uma publicação seriada. O número é único e exclusivo do título ao qual foi atribuído. Por ser um código único, o ISSN identifica o título de uma publicação seriada durante todo o seu ciclo de existência, seja qual for o idioma ou suporte utilizado (impresso, online, CD e demais mídias). Sua concessão é feita pelo IBICT, que desenvolve desde 1975 as funções de Centro Nacional da Rede ISSN. A CAPES não tem vínculo com a atividade.
Na mesma linha, o ISBN (International Standard Book Number) é um sistema internacional padronizado que identifica numericamente os livros segundo título, autor, país e editora, individualizando-os inclusive por edição. Utilizado também para identificar software, seu sistema numérico é convertido em código de barras, o que facilita a circulação e a comercialização das obras.
O sistema ISBN é controlado pela Agência Internacional do ISBN, que orienta, coordena e delega poderes às agências nacionais designadas em cada país. No Brasil, a Biblioteca Nacional representa a Agência Brasileira desde 1978, com a função de atribuir o número de identificação aos livros editados no país. O serviço, assim como o ISSN, não conta com participação da CAPES.

10. Como fazer parte do Portal de Periódicos?

Possuem acesso livre e gratuito ao conteúdo do Portal de Periódicos pessoas vinculadas às instituições participantes do programa. A definição dos critérios de seleção está em consonância com os objetivos da CAPES de democratizar o acesso à informação científica, fortalecer os programas de pós-graduação no país e incentivar os investimentos em excelência acadêmica nas instituições de ensino e pesquisa no Brasil.
Professores, pesquisadores, alunos e funcionários não vinculados que desejam acessar o Portal de Periódicos devem procurar a biblioteca da instituição participante mais próxima. Além disso, o Portal coloca à disposição de todos os brasileiros um amplo conteúdo de acesso livre, que inclui bases de dados nacionais e internacionais selecionadas. Saiba mais

Fonte: Portal de Periódicos da CAPES, 15/03/2018.